As conseqüências das transformações organizacionais pós-90 e o novo perfil do trabalhador : um estudo de caso || Marcelo A.Treff || 2007

Esta tese tem por objetivo analisar, por meio de um estudo de caso em uma empresa de grande porte do setor de Papel e Celulose, as conseqüências para o trabalhador impostas pelo processo de reestruturação produtiva, durante a década de 90, pós-abertura comercial, marcado pelas alterações nas estruturas produtiva e organizacional. Os sujeitos da pesquisa foram trabalhadores e extrabalhadores, além de gestores e ex-gestores. A coleta de dados se deu por meio de entrevistas semiestruturadas, fontes documentais e observação assistemática do cotidiano do trabalho dos trabalhadores. A análise dos dados priorizou o entendimento qualitativo da realidade apresentada à luz do referencial teórico pertinente e revelou um aumento significativo do grau de exigências para o trabalhador em termos de aquisição de novas competências em um contexto marcado pela diminuição dos postos de trabalho e pelo aumento da informalidade, somado a um quadro preocupante em termos de oferta de educação condizente com essa realidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *